Páginas

nedjelja, 08. januar 2012.

Paixão...a entrega das almas

Sinto a tua pele quente de encontro ao meu corpo… Sinto que o desejo te corre nas veias, que as sensações estão à flor da pele prestes a explodir em êxtase… as tuas mãos que percorrem cada recanto do meu corpo, como que a explorar uma terra perdida de outrora, transmitem o teu amor e dedicação há muito demonstrado de diversas formas…Procuram e encontram o que é teu de direito…o meu corpo…os teus beijos saciam a tua sede e…com estes percorres o meu pescoço e aí vais de encontro ao meu ponto fraco, como um botão onde acendes a chama da paixão…e nesse momento entrego-me com loucura e chamo-te de meu amor… Essa entrega será como que a fusão da alma e do corpo em que entregamos um ao outro o que temos de mais íntimo… o nosso espírito, os nossos desejos mais secretos, as fantasias mais ousadas…tudo o que não mostramos a mais ninguém… apenas a nós os dois…
Quando o êxtase se transfigura em cansaço os teus braços são o meu porto seguro onde sei que posso descansar e adormecer tranquilamente sem me preocupar com o mundo lá fora… O mundo é apenas entre as quatro paredes, debaixo dos lençóis, entre cada suspiro…entre cada beijo… Só existimos tu e eu… o resto naquele momento não é real, é um mundo à parte a que teremos necessariamente de voltar…mas que passa despercebido… Só tu e eu somos importantes…nada mais…

Нема коментара:

Постави коментар